Paixão distante
(Robério Pereira Barreto)

Longe de você mato-me aos pouquinhos;
Desejando tê-la ao alcance dos meus afagos,
chego a torturar-me de mansinho
Roçando-me inteiro na toalha
Que inda tem a marca de nosso amor;
Seu cheiro.

Em desespero sonho
Você me torturando
Com carícias mil;

Depois da jovialidade viril,
Sinto-te dormente ao meu lado
Posta à deriva como barco alinhado no oceano da paixão
Depois da tormenta do amor.

Daí, na calmaria das ondas;
Com respiração angelical,
na praia de amor perfeito,
Descansas sobre meu peito.

Irecê-BA, 26 de março de 2007, 00º01’

Midi:
Henry Mancini
theme from love story

**********
Clique na imagem e recomende a página

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail


webdesigner:
*Ja(Mulher)*