Nasceste
(Robério Pereira Barreto)

Extasiado por sua luz
Cobiço o porta-retrato
Absoluto a lhe emoldurar.

Esta beleza me seduz
Igual ao azul do mar!

Em firme graça
Mostra a candura
De uma margarida colhida
No primeiro sol da manhã.
Irradiando ao infinito
Energia e a frieza do granito
Faz o coração disparar.

Diante de tão belo olhar
Esta alma derrete...
E, como frágil nascente.
Escorre a encosta da montanha
Em busca do caminho do mar.

11 de janeiro de 2008, 20h23

Midi: Fascination

***********
Clique na imagem e recomende a página

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

webdesigner:
*Ja(Mulher)*