Luz do homem
(Celito Medeiros)
 
Homem da meia idade, ainda menino.
 Acordo desperto em qualquer ninho.
Amigo dos pássaros de todas as cores.
Sou o homem que levo... a luz dos amores!
Sou a nuvem no dia límpido de céu claro.
Gosto dos animais mas nunca o serei.
Não sou preso em gaiola nem morrerei!
Sou o que traz a luz e poder que abalo.
Queria mais do que simplesmente amar.
Nunca busquei pelo amor, sempre o tive.
Das lágrimas de um dia um novo raiar!
Sou a inspiração para a luz de quem vive.
Não martelo mas modelo o barro
Da pedra posso tirar o bom jarro!
Reflito a luz para o viver maduro
Estou certo para o caminho seguro.
A esperança sem erro de tempo
Corpo inteiro tocado pelo vento
A alegria e espetro que reluz!
Sou homem, emito muita luz
busco tudo em igualdade
O amor na eternidade!
25/03/06


Crédito:
Imagem de uma das obras  de CM

*******
Clique na imagem e recomende a página

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

webdesigner:
*Ja(Mulher)*