Faquir
(Robério Pereira Barreto)

No alvoroçar de mim
Vontades a me partir
Em vários sem destino
Nem caminhos a seguir.

Na encruzilhada da vida...
Sento-me em mim mesmo
A livrar-me da dúvida...
Porém, a desconfiança estar aqui.

Como pingo de chuva
Levado pelo vento
Vivo a insegurança
De não saber aonde vou cair.

Nesse incerto devir
Sofre meu espírito...
Ante às andanças incertas
Tenho como guia escuridão afora
A estrela solitária de Davi.


Madrugada, 16 de maio de 2007, 01º

Midi:Herb_Alpert_(the_shadow_of_your_smile)

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail


webdesigner:
*Ja(Mulher)*