Canção da saudade
(de um filho à mãe distante)

Nas andanças mundo afora o destino e a vida
sempre me lembram que à distância
tenho alguém a me guiar
seja em pensamento, reza, ou pelo simples
 pulsar do coração.
É minha Mãe querida!

Que nas noites escuras ou de claridades
 cor de anil sempre está esperando por mim
 que do ninho há tempos sai,
levando comigo sua força, beleza e saudade.

Agora maezinha querida, eis me aqui
perguntando por que parti
pois, tenho como companheiras as lágrimas e as lembranças de ti,as quais cortam-me rosto
já senil e furtivamente dilacera meu coração.

Mãe, flor e fonte do meu viver!
saiba que te amo com todo o meu ser
e por isso a cada minuto nessa vida
lembro-me de te como a flor mais bela que
nasce em meu jardim todo amanhecer.

Robério Pereira Barreto, Tangará da Serra-MT, 02h08”

*******
Clique na imagem e recomende a página

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

webdesigner:
*Ja(Mulher)*