Cama e guarida
(Robério Pereira Barreto)

Na cama com colcha colorida
Rendi-me aos seus afagos e guarida,
Aquecendo-me nas suas carícias em noite fria,
Entreguei-me com alegria.

Nos seus braços morenos,
Macios e pequenos viciei meu corpo que,
Mesmo distante continua te querendo.

Nos seus cabelos negros enrosquei-me
Com tal dom que os fios sedosos
E de cheiro bom enrolaram em meu pescoço,
Formando lindos caracóis infindos
Sufocando meu ser de paixão e bons gemidos.

Agora, restam-me as lembranças da cama, do colorido da colcha.
E o calor de seu corpo moreno que me fizeram homem pequeno
Ao receber de sua boca o néctar amor;
Beijo de calor mais forte que veneno
Que paralisa a alma e faz o peito sereno.


31 de maio de 2006, 01h23’,
 em noite de saudades!

**********
Clique na imagem e recomende a página

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail


webdesigner:
*Ja(Mulher)*