Cacimbas
(Robério Pereira Barreto)

Sou sertanejo de face marcada,
Coração endurecido,
E mãos calejadas de tanto insistir
Em viver no insólito deserto de mim.

Caminhos outros não há para seguir
Vida, apenas nas cacimbas
De água cristalina
Que alenta e desanima
Tamanha a calma do devir.

A alma dilacera-se à claridade
Do holofote do sertão a pino,
Levando-me a perder o sentido
E viver em total desatino.

Entre as rochas de saudades
Corre meu coração,
Tal as águas que fogem
Entre espinhos e pedregulhos do sertão
Para, nas entranhas da serra penetrar
Com paciência e suavidades.

São Gabriel - BA, 18h 24min

Midi:
  cavaquinho_de_ouro-chao_de_estrelas

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail


webdesigner:
*Ja(Mulher)*